Momento Stuart: Stuart McCall é o novo treinador do Motherwell

por Gilmar Siqueira dia sexta-feira, 31 de dezembro de 2010 às 09:21

Imagem do site oficial do Motherwell.
Depois de três semanas da renúncia de Craig Brown e de seu auxiliar Archie Knox, que foram para o Abeerden, o Motherwell finalmente definiu o novo treinador, ele é Stuart McCall.
O ex-jogador de Rangers, Sheffield United, Everton e da seleção escocesa vem de um trabalho como treinador no Bradford, de onde foi demitido depois de não conquistar uma vaga nos play-offs.
O presidente John Boyle se mostrou muito animado com a chegada do novo técnico: "O Conselho tem prazer em receber de braços abertos Stuart McCall para que possa começar uma nova era para a família Motherwell.
"Em Stuart temos garantidos os serviços de um vencedor com vasta experiência em campo e tem todos os atributos que procurávamos para gerir o time".
Boyle não foi o único que se mostrou animado com o novo trabalho, McCall também deixou claro todo seu entusiasmo: "Estou animado com o trabalho e darei tudo de mim. Sei muito bem como o Motherwell é um time respeitado.
"Eu herdei um bom elenco e uma categoria de base que sempre revela bons jovens. Quero aproveitar tudo isso, para que a partir de hoje, o time busque sucesso na Escócia e em competições europeias.
O Motherwell está na sexta colocação, com 23 pontos e não vence desde a saída de Craig Brown.
*Na semana que vem, farei um resumo de todo o período natalino na Escócia, já que não pude resumir rodada por rodada.

Micky Adams foi confirmado como novo treinador do Sheffield United

por Gilmar Siqueira dia quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 às 20:09

O inglês de 49 anos já teve passagens por várias outras equipes como Fulham, Brighton e Leicester. Se encontrava atualmente no comando do Port Vale, time que está na segunda posição da League Two, e era desde o início da temporada um dos favoritos ao título da divisão.

Pouco tempo após a saída de Gary Speed, o Sheffield United já havia cogitado o nome de Micky Adams, mas as primeiras propostas foram rechaçadas. Até que, o time de Bramall Lane finalmente conseguiu um acordo com o treinador e hoje, cumpriu a cláusula rescisória.

Seu auxiliar técnico será Alan Corck, ex-atacante dos Blades. Enquanto o interino John Carver e seu assitente Sam Ellis deixaram a equipe.

Em comunicado oficial Adams disse ao site do clube:"Eu sempre fui torcedor do Sheffield e meu jogador favorito foi Tony Currie, ele foi e ainda é meu maior ídolo...

"Não há dúvida de que minha missão é tripla. Em primeiro lugar, garantir que evitaremos o rebaixamento. E claramente há tempo suficiente para isso. Em segundo lugar, nos tornarmos uma equipe pode brigar pelo acesso. Por fim, desenvolver uma estrutura que dará aos Blades a fama de formadores de talentos, e que a torcida se orgulhe de seu time. "Com o apoio da diretoria e da equipe de futebol, pretendo fazer tudo o que puder para trazer tudo isso".

Enquanto isso, no Port Vale, quem assumirá interinamente é Geoff Horsfield.

Para a tranquilidade dos Rangers, Cardiff e Leeds tropeçam na rodada

por Gilmar Siqueira dia às 15:13

Esta vigésima quarta rodada seria a chance para que Cardiff e Leeds não deixassem o QPR disparar na liderança, ou até mesmo encostar ainda mais nos Rangers. Mas foi justamente o contrário que aconteceu, tanto os Bluebirds quanto os Whites não venceram.
Felizmente a neve não atrapalhou muito o andamento desta rodada, já que, o único jogo cancelado foi entre Doncaster x Ipswich.
Imagem de BBC Football.
O Queens Park Rangers sem desfalque algum, já que o cartão vermelho de Hill foi revogado, visitou o Coventry City e, mais uma vez não teve tantas dificuldades para vencer.
Ficou claro que na rodada anterior a marcação foi um problema para o time de Neil Warnock (mesmo vencendo por 4x0), mas desta vez ela foi corrigida. Faurlin, que na rodada anterior pouco voltava, tornou-se efetivamente um homem de marcação ao lado de Derry.
E os atacantes Tommy Smith e Jamie Mackie jogaram abertos pelos lados do campo, no esquema 4-2-3-1.
Durante todo o primeiro tempo o QPR foi melhor, sobetudo com seus avassaladores contra-ataques. Já os Sky Blues insistiam em jogadas com o segundo-atacante McSheffrey, nas costas do lateral-direito Walker.
Ambos os time não saíram do zero na primeira etapa, apesar de algumas chances.
Com apenas 4 minutos do segundo tempo, Walker recebeu a bola na ponta-direita, deu uma arrancada enorme e sem qualquer marcação entrou na área do Coventry. Depois, ele finalizou com muita força e o goleiro Westwood acabou espalmando a bola para dentro do gol, falha fatal.
O segundo gol veio aos 16', do segundo tempo. O capitão Taarabt fez um cruzamento fantástico e Tommy Smith completou de cabeça no canto direito de Westwood.
Com a vitória o QPR continua na liderança com 47 pontos e um jogo a menos. Os Sky Blues estão em 7º, com 34.
Danny Graham. Imagem de BBC Football
O Cardiff City por sua vez visitou o Watford sem o artilheiro Jay Bothroyd e sem o capitão Craig Bellamy.
Parecia que as coisas não poderiam ter começado melhor para o time da casa quando, logo no início Buckley sofreu um pênalti. Para a cobrança foi o destaque do time na temporada, Danny Graham, mas o goleiro Marshall acabou defendendo a cobrança de forma sensacional.
Aos 16 minutos o castigo para os comandados de Malky Mackay foi ainda maior, porque Peter Whttingham abriu o placar com um belo chute.
Mas o domínio dos bluebirds não durou muito. Menos de dez minutos depois de sofrer o gol o Watford conseguiu empatar o Graham, se redimindo da penalidade perdida.
O pior é que todas as jogadas ofensivas aconteciam sobre o lateral esquerdo Lee Naylor, que inclusive foi quem falhou no gol de empate e quem cometeu o pênalti. Percebendo isso, Dave Jones o sacou antes mesmo do fim da etapa inicial.
A iminente virada veio com 10 minutos do segundo tempo, com Sordell. Ele recebeu na borda da grande área pela direita e finalizou no canto oposto do goleiro escocês.
O domínio do Watford foi tão impressionante que, oito minutos depois o capitão Eustace já fazia o terceiro gol e abalava ainda mais o Cardiff.
Mas não acabou por aí, aos 34 minutos do segundo tempo Buckley sofreu outro pênalti, agora do capitão Mark Hudson. Mais uma vez Danny Graham foi para a cobrança e desta vez sem chances para Marshall.
Agora o Watford é o oitavo colocado, com 33 pontos. Já o Cardiff permanece na segunda posição, com 40 pontos, sete a menos que os Rangers.
Andy O'Brien.
O até então terceiro colocado, Leeds United, recebeu o Portsmouth e contou com o (assombroso) retorno do zagueiro Andy O'Brien.
Tudo começou muito bem para os whites, o time jogava muito bem e anulava perfeitamete o Portsmouth.
Tanto que, aos 7 minutos de jogo Max Gradel abriu o placar, de cabeça.
Apenas três minutos depois Johnny Howson, capitão da equipe, fez uma bela jogada, driblou dois marcadores e apenas tocou no canto do goleiro.
O pompey, que fazia uma partida muito fraca, só conseguiu descontar aos 33 minutos, com David Nugent. Ele chutou da entrada da área no canto de Schmeichel.
A segunda etapa se desenhou de uma forma diferente, com um pouco mais de chances e uma marcação mais forte pelo lado do Portsmouth.
Mas isso não foi o suficiente para impedir que o Leeds fizesse 3x1. Com cerca de 17 minutos, surgiu um bate-rebate tradicional na área do Portsmouth e o capitão dos whites, Howson, apareceu de novo para marcar.
Nem deu tempo da torcida comemorar muito em Elland Road, porque apenas um minuto depois o pompey marcou. Hudson finalizou com muita precisão e, tentando cortar, o zagueiro Andy O'Brien acabou colocando contra a própria meta.
O que ninguém esperava aconteceu no último minuto de jogo, quanto depois de um cruzamento que Ciftci (que acabara de entrar) a bola foi para o meio da área e, ao mesmo tempo foram nela Schmeichel e O'Brien. Ela acabou batendo no denfensor e entrando.
Era o seu segundo gol-contra e o empate do Portsmouth.
Agora o Leeds perdeu a terceira posição para o Swasea. Ambas as equipes têm 40 pontos. O pompey por sua vez é o 13º, com 30.
Confiram os outros resultados desta 24a. rodada da Championship:
Bristol City 1x1 Crystal Palace
Burnley 0x2 Scunthorpe
Hull 1x1 Reading
Millwall 2x0 Leicester
Norwich 4x2 Sheffield United
Preston 1x3 Middlesbrough
Swansea 1x0 Barnsley
Nottingham Forest 5x2 Derby County

Darren Ferguson foi sacado do comando do Preston North End

por Gilmar Siqueira dia quarta-feira, 29 de dezembro de 2010 às 17:36

Darren Ferguson. Imagem de BBC Football.
Apenas duas horas depois da demissão de Brian Laws, o Preston North End anunciou oficialmente a saída do treinador Darren Ferguson depois de ter conquistado apenas 13 vitórias, em 49 jogos no comando dos Lilywhites.

O Preston ao menos divulgou um comunicado oficial: "O clube manifestou a sua satisfação com os esforços feitos por Darren. Achamos que a posição na competição significa uma ameaça para o clube e sentimos que uma mudança no comando técnico seria o melhor a fazer".

Darren chegou ao Preston há 1 ano, depois da demissão de Alan Irvine. O escocês acabara de promover o Peterborough para a Championship e saiu depois de uma negociação com a diretoria.

Ele deixa o Preston na última colocação da Championship com apenas 19 pontos conquistados e dois jogos a menos. Seu último resultado foi a derrota de 3x1 para o Middlesbrough no Deepdale.

Brian Laws não é mais treinador do Burnley

por Gilmar Siqueira dia às 17:26

Brian Laws. Imagem de BBC Football
O treinador de 49 anos de idade, Brian Laws, foi demitido do comando técnico do Burnley Football Club, após não alcançar resultados convincentes para que o clube possa retornar à Premier League.

Ele assumiu o comando dos "Clarets" em janeiro, quando o time ainda estava na elite do futebol inglês, mas não conseguiu a permanência. Acabou continuando com o respaldo da diretoria depois do rebaixamento, mas agora a confiança acabou.

As únicas declarações dadas acerca do tema foram do presidente Brian Kilby: "Eu telefonei para Brian hoje e pedi-lhe que se demitisse do comando do Burnley".

E concluiu: "Todos estão desapontados e frustrados, já que os resultados recentes não eram o esperado".
"A diretoria decidiu que precisamos de um novo treinador para que possamos atingir nosso objetivo, que naturalmente é o retorno à Premier League".

Atualmente o clube se encontra na nona colocação, com 32 pontos. A derrota contra o Scunthorpe (2x0) na última rodada acabou sendo a "gota d'água".

Um comunicado oficial só será divulgado no site oficial do Burnley na quinta-feira.

No "Boxing Day" o QPR acabou levando a melhor

por Gilmar Siqueira dia segunda-feira, 27 de dezembro de 2010 às 14:35

Talvez o dia do ano mais esperado por muitos ingleses chegou, o "Boxing Day", mas nem para todos esta vigésima terceira rodada da Championship foi muito boa, à exceção do Queens Park Rangers, que voltou a vencer e tem um jogo a menos.
Além de tudo, a neve atrapalhou mais uma vez. Tivemos um total de quatro jogos adiados: Crystal Palace x Norwich, Derby County x Doncaster, Ipswich x Watford e Scunthorpe x Preston.
Adel Taarabt. Imagem de BBC Football

Depois de duas derrotas nas duas últimas rodadas, o QPR recebeu  o Swansea City e precisava vencer para deixar para trás Cardiff e Leeds.
O jogo começou muito veloz, principalmente pelo lado dos Rangers, que entrou com três atacantes: Jamie Mackie, Heidar Helguson e Hulse. Além do capitão Taarabt e Faurlin no meio-campo.
Neil Warnock não modificou a forma com que seu time vem jogando, isso fez com que sofresse um pouco, pois o sistema defensivo vem mal e além do mais, apenas Derry é o homem que faz a marcação no meio.
Talvez o principal problema do Swansea é que a maioria das jogadas passavam pelos pés de David Pratley, facilitando a marcação e propiciando a jogada mais forte dos Rangers desde que o time passou a jogar no 4-3-3, os contra-ataques.
Foi exatamente assim que veio o primeiro gol. Aos 16 minutos, em um contra-ataque puxado por Adel Taarabt. Ele mesmo arrancou até a área e não foi desarmado. Passou por vários defensores com facilidade incomum e tocou para Jamie Mackie finalizar de primeira, 1x0.
O lance mais polêmico da primeira etapa foram as expulsões de Tate, pelo Swansea e Hill, pelo QPR. O primeiro foi expulso por fazer uma falta violenta em Faurlin e o segundo, por se envolver em uma confusão.
O segundo tempo se desenhou da mesma forma, com o Swansea atacando mais e até melhor e os Rangers só esperando a opotunidade para sair.
Com 17 minutos do segundo tempo, Heidar Helguson fez 2x0 em cobrança de pênalti. Cometido pelo zagueiro Williams.
A partir daí começou o show a parte de Adel Taarabt. Foram vários belos passes e dois golaços. O primeiro foi em uma jogada combinada com Heidar Helguson. O atacante islandês deu um belo passe e ele finalizou de esquerda, 3x0.
Para fechar a goleada, 10 minutos antes do fim. O capitão marroquino colocou a bola por entre as pernas de Allen, avançou até a entrada da área e desta vez com a perna direita colocou no canto esquerdo do goleiro do Swansea.
A goleada só não foi maior porque o goleiro De Vries fez uma partida incrível.
Com isso a vantagem do QPR para o Cardiff, que é vice-líder novamente é de agora 4 pontos. Sendo que os Bluebirds têm 40.
Imagem de LeedsUnitedbr.wordpress.com
O Leeds United entrou em campo para enfrentar o Leicester fora de casa como o segundo colocado da competição, mas acabou caindo para a terceira posição.
No primeiro tempo, os Whites foram até melhores que o time de Sven Göran-Eriksson e conseguiram colocar uma grande vantagem de 2 gols.
O placar foi aberto de cabeça por Max Gradel, com 19 minutos de jogo.
Não há como se dizer que o Leicester fez uma partida ruim, o jogo foi muito equilibrado, mas o Leeds aproveitou melhor as chances.
Tanto que, com apenas 10 minutos do segundo tempo Robert Snodgrass fez 2x0 depois de uma finalização fantástica de fora da área.
O que poucos acreditavam aconteceu, uma grande recuperação dos Foxes. Deméritos das falhas defensivas do Leeds.
O primeiro gol do Leicester foi marcado pelo capitão Paul Gallagher, de pênalti, aos 27 da segunda etapa. A penalidade foi cometida pelo goleiro Kasper Schmeichel após ficar cara a cara com o atacante Darius Vassell.
Quatro minutos depois a defesa do time de Simon Grayson voltou a falhar e, em uma cobrança de tiro de meta a bola sobrou para o atacante Andy King, que não desperdiçou e empatou a partida.
O Leeds é então o terceiro colocado com 39 pontos. Mas vale lembrar que vários rivais diretos têm jogos a menos.
Já o Leicester é apenas o 17o. colocado, com 29 pontos.
Olofinjana. Imagem de BBC Football.

O Cardiff City recebeu o Coventry e, mesmo não contando com Jay Bothroyd, que estava lesionado finalmente voltou a vencer. Aliás, coisa que não fazia desde 13 de novembro.
Na primeira etapa os pobres Skey Blues foram totalmente bombardeados pelo time de Dave Jones e pouco fizeram para reverter a situação. Até porque, não puderam fazer muito.
O placar foi aberto com 21 minutos de jogo, quando Craig Bellamy, após uma bela cobrança de falta encontrou Seyi Olofinjana na área, este não perdeu o "tempo" da bola e cabeceou para o fundo das redes.
O Coventry ainda teve um gol anulado marcado por Lukas Jutikiewicz, que estava em posição de impedimento.
Assim como no confronto entre QPR x Swansea o goleiro do time perdedor acabou sendo o herói do jogo. Neste caso foi Westwood, que fez também uma partida fora do comum. Ao contrário de Marshall, do Cardiff, que pouco viu a bola chegar até sua meta.
Para o segundo tempo o técnico Aidy Boothroyd até tentou reverter a situação deixando o time mais veloz com a entrada Clive Platt e Freddy Eastwood, mas não teve jeito.
A vitória dos Bluebirds foi decretada quando Craig Bellamy fez uma grand finalização e a bola desviou no defensor James McPake, tirando qualquer chance de Westwood.
O Cardiff City que venceu no Boxing Day pela primeira vez em 11 anos é novamente o vice-líder e assim como o QPR, tem um jogo a menos.
Já os Sky Blues estão na sexta colocação, última colocação para uma vaga nos play-offs, com 34 pontos.
A parte de baixo da tabela não apresentou modificações, já que os três últimos, Crystal Palace, Scunthorpe e Preston não jogaram na rodada.
Confiram os demais resultados desta rodada:
Barnsley 1x2 Burnley
Portsmouth 1x1 Millwall
Reading 4x1 Bristol City
Sheffield United 2x3 Hull City

Hallam FC, o segundo time mais velho do mundo.

por Gilmar Siqueira dia sexta-feira, 24 de dezembro de 2010 às 10:42

Certa vez um amigo me fez uma pergunta até bacana: "qual é o time mais antigo do mundo?". Comecei a pensar um pouco e disse que, segundo eu tinha informações, é o Notts County (fundado em 28 de novembro de 1862).

Pouco depois, ele se virou e perguntou de novo: "mas qual é o segundo?". Foi então que fiquei ainda mais intrigado. Mesmo com um pouco de pesquisa, consegui poucas informações.

Alguns dias depois, estava no twitter e vi o escudo do Hallam (imagem ao lado) por acidente e a seguinte descrição: "o segundo clube mais velho do mundo". Passei a segui-los e descobri que a informação é real.

Foi então que pensei que, se o Hallam é de 1860 e o Notts County de 1862, este não pode ser o clube mais antigo do mundo.

Com um pouco mais de pesquisa passei a conhecer o FC Sheffield, de 1857, que teve pouco antes do Hallam. O FC Sheffield foi condecorado recentemente pela FIFA como o clube mais antigo do mundo. Sendo o Nottingham County, o time profissional mais antigo.

A data precisa de nascimento Hallam é 26 de dezembro de 1860. Inclusive neste Boxing Day, o Hallam iria enfrentar o FC Sheffield em seu aniversário de 150 anos, mas a partida foi adiada em virtude das condições climáticas. O jogo entre as duas equipes é o verdadeiro "Derby de Sheffield". Antes que se perguntem, o Sheffield Wednesday foi fundado só em 1867 e o United, em 1878.

Inicialmente, o FC Sheffield era um clube de críquete, mas eles precisavam se adaptar a um esporte um pouco mais "disputado" e viram a iminência do futebol, que estava sendo disputado de formas distintas em vários países, foi aí que o clube adotou o "FC".

Com inspiração no Sheffield, pouco depois nasceu o Hallam. O primeiro "Derby de Sheffield" foi disputado exatamente no Boxing day do mesmo ano.

E pouquíssimo tempo depois, vários outros clubes foram sendo formados e disputavam o futebol segundo as "Regras de Sheffield".

O primeiro título do Hallam FC, foi conquistado em 1867. A competição foi denominada "Troféu Youdan", pois foi patrocinada pelo proprietário do recém-fundado Sheffield Wednesday, Thomas Youdan.

Hallam FC e Mackeinze chegaram à final, sendo o segundo time mais antigo do mundo o vitorioso. Pensem só, antes mesmo da FA ou de grandes torneios mundiais, o Hallam já havia conquistado seu primeiro troféu.

Que na verdade não era bem um troféu. Pois, já que a competição foi criada e disputada "em cima da hora", a simbólica taça foi uma jarra feita de prata (imagem ao lado), na que posteriormente foi gravado o nome da equipe vitoriosa.

Hoje, tanto o FC Sheffield quanto o Hallam FC estão na NCEL League (que equivale à oitava divisão do futebol inglês).

Este texto foi um esclarecimento para muitos que, como eu durante muito tempo pensaram que o Notts County era o time mais antigo do mundo. E também para os mais malucos que adorariam saber qual era o segundo. Mais do que isso, é uma homenagem ao Hallam Football Club.

* Através do twitter oficial do time (@hallam1860) tive total apoio e ajuda. Mais uma vez, torno público o agradecimento.

QPR sofre segunda derrota consecutiva, mas se mantém na primeira colocação

por Gilmar Siqueira dia domingo, 19 de dezembro de 2010 às 20:47

Esta vigésima segunda rodada contou com mais um tropeço do QPR, desta vez, frente ao Leeds United. O Cardiff não jogou nesta rodada, teve seu confronto contra o Burnley adiado.
Além desta partida, mais três foram adiadas graças às condições de tempo adversas. Foram elas, Millwall x Barnsley, Portsmouth x Scunthorpe e Watford x Preston.
Imagem de BBC Football.

A partida em Elland Road se desenhou assim como no confronto dos Rangers ante o Watford. O Leeds começou muito bem e nem sequer tomaram conhecimento do líder do campeonato.
O primeiro lance de gol claro veio com o argentino Luciano Becchio, depois de cruzamento de Robert Snodgrass. Mas a bola foi defendida por Paddy Kenny.
O gol aconteceu aos 25 minutos do primeiro tempo, com Max Gradel. O que mais impressiona é que a jogada do gol foi a mais utilizada pelo Leeds, cruzamentos na área com Snodgrass. Desta vez, a defesa não pôde fazer nada e o time da casa merecidamente fez 1x0.
Talvez a melhor chance dos Rangers no primeiro tempo tenha sido um chute do capitão Adel Taarabt, que passou longe do gol.
Como bem disse o site da BBC, no segundo tempo o Leeds começou de onde parou. Foi exatamente o que aconteceu. Logo no início, o argentino Becchio já dava trabalho de novo a Kenny.
O segundo gol veio com ele, Max Gradel de novo. Ele pegou a bola na intermediária e avançou até a área, depois finalizou tranquilamente sem chances para Kenny. Isso aos 25 do segundo tempo.
Depois disso, não houve chance alguma de reação por parte dos Rangers que, mesmo com a derrota, se mantém na liderança com 41 pontos.
O Leeds United com a vitória é o novo vice-líder da Championship, com 38 pontos.
Shane Long.

Outro grande jogo da rodada foi protagonizado por Derby County x Reading, no Pride Park.
Os Rams que já vinham de uma derrota na rodada anterior para o Bristol tentou buscar o jogo, mas parou na atuação épica do goleiro Federici, que não deixava passar nada. Quando ele falhava, a trave dava sua contribuição.
Mas não foi assim durante toda a primeira etapa, já que o Reading se mostrava bem combativo e veloz, sobretudo em seus contra-ataques.
No principal deles aconteceu a jogada do gol. Pouco antes do fim do primeiro tempo, o destaque do jogo, Shane Long, foi derrubado na área pelo capitão do Derby, Shaun Barker. O mesmo Long cobrou a penalidade e deixou os visitantes com vantagem no placar.
A segunda parte começou com uma grande pressão dos Rams, maior até do que a do primeiro tempo.
Esta "blitz" só surtiu efeito quando, aos 16 minutos, o destaque do time na temporada, Kris Commons, recebeu um cruzamento do meia Paul Green e de cabeça, empatou o jogo.
Para ter uma consistência maior, Nigel Clough trouxe a campo tanto Robbie Savage quanto Bailey. Estava dando certo até o time marcar o gol. Depois do empate, o destaque passou a ser o goleiro do Derby, Bywater e a mesma trave que no segundo tempo atrapalhava o time de Pride Park acabou ajudando.
Mas depois de tanto "martelar" o Reading conseguiu o gol. A jogada começou com o goleiro Federici e acabou parando nos pés dele, Shane Long, que  não desperdiçou e deu a merecida vitória ao Reading que agora é o sétimo colocado, com 30 pontos. Mesma pontuação inclusive do Derby, que por sua vez, se encontra na nona posição.
Imagem de BBC Football.

O Nottigham Forest recebeu o Crystal Palace e acabou nem sequer tomando conhecimento do adversário. A não ser do goleiro Julian Speroni, que foi outro grande personagem da rodada.
Mal a partida começou e o meia Lewis McGugan-melhor jogador do Forest até agora na Championship- já estava aparecendo muito bem. Mas não foi ele que fez o primeiro gol, este saiu dos pés de Earnshow, mas foi anulado pelo árbitro.
O gol que realmente foi válido veio de Luke Chambers, com 31 minutos de jogo, depois de uma cobrança de escanteio de McGugan.
A vantagem foi ampliada no segundo tempo, quando Guy Moussi e Tugday saíram na cara do goleiro Speroni, foi então que Tugday fez um golaço. Ele teve apenas o trabalho de colocar a bola por cima do porteiro argentino.
O derradeiro gol aconteceu aos 40 do segundo tempo, em mais uma tabela na frente da defesa do Palace, desta vez entre Tyson e McCleary. Este último não teve trabalho algum para fazer 3x0.
Isso deixa o Forest na oitava posição, com 30 pontos. O Palace é apenas o 22o., com 21.
Confiram os demais resultados da rodada:
Coventry 1x2 Norwich
Hull 2x0 Bristol City
Ipswich 3x0 Leicester
Sheffield United 1x0 Swansea

Momento Stuart: grandes mudanças no futebol escocês

por Gilmar Siqueira dia quarta-feira, 15 de dezembro de 2010 às 18:12

Vocês não estão malucos, este realmente é o símbolo da "The Socottish Football Association". Decidi criar um espaço para falar de futebol escocês aqui no blog.
Mas vamos por partes, primeiro o porque do nome. "Momento Stuart" nos remete a dinastia Stuart, uma dinastia de reis escoceses que governou a Inglaterra.
A escolha do nome não foi por acaso, queria dar um sentido de união para o futebol escocês com o inglês, assim como fizeram com as coroas.
Não é segredo para ninguém que sou completamente maluco, por isso, vou procurar falar também sobre as divisões inferiores escocesas, que são geridas pela "Socottish Football League", da mesma forma que acontece na Inglaterra.
Não será uma coluna com data e hora marcada, postarei quando achar interessante. Também não será uma vez por semana ou todos os dias.
Quero que o futebol escocês também tenha espaço neste país!


Imagem de BBC Football.
Vamos começar com a mais recente polêmica envolvendo o futebol escocês: uma possível mudança na quantidade de clubes e no regulamento.
Este formato, Scottish Premier League, foi adotado em 1997, onde os clubes da Premier Division da Sottish Football League passaram por uma grande reforma, talvez um pouco mais radical do que a proposta hoje.
Eram 10 clubes e passaram a ser 12, além de que, os dois últimos caem diretamente para a divisão inferior.
Vale destacar que as divisões inferiores são administradas pela Scottish Football League, exatamente como acontece na Inglaterra. Sendo que, cada uma é composta por 10 clubes.
As mudanças que podem acontecer são teoricamente simples: A SPL teria também 10 clubes, sendo que, o último cairia direto e o penúltimo, disputaria um play-off com o segundo da divisão inferior, para definir quem garante vaga na elite do futebol escocês.
Esta medida prevê um corte de gastos e, segundo Henry McLeish, ex-primeiro ministro escocês e principal expoente das mudanças, tornaria o campeonato mais competitivo.
Sua principal justificativa é que, depois do novo formato adotado, apenas a dupla Celtic e Rangers conquistou o título nacional. Já com o antigo formato, que vigorou de 1975 a 1998, Abeerden e Dundee United conquistaram quatro títulos no total.
Na próxima segunda-feira (20), os 12 clubes e os demais membros da SFA irão se reunir para uma votação que poderá ou não colocar em vigor tais medidas.

Dirigentes e amigos prestam homenagens póstumas a Dale Roberts

por Gilmar Siqueira dia às 11:27

Imagem de BBC Football.
O goleiro de apenas 24 anos Dale Roberts, do Rushden & Diamonds (time da BSPL), foi encontrado morto em sua casa nesta terça-feira (14). A causa da morte ainda é desconhecida, mas está sendo investigada pela polícia.

A notícia da tragédia foi um duro golpe para todos os seus companheiros de equipe e até mesmo, ex-companheiros.
"Nossos pensamentos e orações vão aos seus pais, familiares e amigos", disse o presidente do Diamonds, Gary Calder, em comunicado oficial.

Sua primeira passagem por um clube profissional foi na temporada 2006-07, pelo Nottingham Forest.

E como não poderia deixar de ser, o diretor-executivo do Forest, Mark Arthur também prestou sua homenagem: "Dale era um talentoso goleiro e tinha uma carreira muito promissora pela frente". Antes de se tornar profissional, ele passou pelas categorias de base de Sunderland e Middlesbrough.

"Dale se juntou a nós quando tinha apenas 16 anos de idade e contribuiu demais para o título da Youth FA Cup, em 2004. Ele era um orgulho para toda a sua família. Um verdadeiro exemplo de pessoa".

"Foi um prazer trabalhar com Dale e todos da academia enviam suas mais sinceras condolências à sua família e amigos". Disse o principal responsável pela academia do Portsmouth, Dave Parnaby.

Dale Roberts também foi lembrado pelo secretário geral da FA, Alex Horne: "Em nome de todos na FA, eu gostaria de estender o meu profundo pesar à família e aos amigos de Dale Roberts."

Muito provavelmente o goleiro ainda será homenageado por torcedores dos Diamonds nos próximos jogos.
É realmente uma nota muito triste para toda a Inglaterra. Agora é esperar para que a causa da morte seja descoberta o mais rápido possível.

Gary Speed é o novo treinador da seleção galesa

por Gilmar Siqueira dia terça-feira, 14 de dezembro de 2010 às 17:23

Gary Speed.
Depois de tantas especulações e negações por parte de Speed ele finalmente assinou com a seleção galesa pelo prazo de três anos.

Ele já foi jogador da própria seleção e estava treinando o Sheffield United, onde ficou por um curto período de quatro meses.

Dentre os candidatos, ele é o mais inexperiente, sem dúvida alguma. Os outros nomes eram, Lars Lagerback (ex-seleção sueca), Chris Coleman (ex-Coventry) e Brian Flynn (interino no cargo pela seleção).

O jovem treinador já se mostrou muito ansioso e confiante com a nova missão -"É incrível como você aprende rápido neste esporte" - comentou.

Fez questão de dizer que pode fazer um bom trabalho -"Nos quatro meses em que estive no Sheffield United ganhei uma experiência enorme e estou preparado".

Também não deixou de agradecer ao clube pelo trabalho -"Eu gostaria de agradecer ao Sheffield United demais pela oportunidade de poder substituir Kevin Blackwell".

Como jogador, vestiu e honrou a camisa da seleção galesa por 85 vezes, um recorde. Vamos ver como será esta nova empreitada e que ele consiga a tão sonhada classificação para a Copa de 2014.

A invencibilidade histórica acabou!

por Gilmar Siqueira dia domingo, 12 de dezembro de 2010 às 22:22

O QPR ficou exatamente 19 jogos sem perder nesta temporada na Championship, mas na sexta-feira (10), isso mudou radicalmente. Ainda por cima, dentro de Loftus Road.
Imagem de BBC Football.
Depois de ter seu jogo pela vigésima rodada contra o Hull City anulado, o líder QPR recebeu, em Loftus Road o Watford. E tinha tudo para vencer, além do apoio da torcida, nenhum desfalque.
Os Rangers começaram bem com Heidar Helguson, ex-Watford quase abrindo o placar, mas acabou parando nas mãos do excelente Scott Loach. Depois disso, o time da casa acabou sendo envolvido no brilhante toque de bola dos Hornets.
O gol veio aos 26 minutos de jogo, com Graham. Apenas 4 minutos depois, Mutch depois de uma bela jogada de Martin Taylor. Ninguém acreditava nesta derrota dos Rangers por 2x0 já no primeiro tempo.
A segunda metade se desenrolou da mesma forma. Com poucos segundos Mutch quase ampliou. Mas o terceiro gol só veio mesmo aos 3 minutos, com Graham mais uma vez. Ele roubou a bola e saiu na cara de Paddy Kenny, que nada pôde fazer. Na comemoração, McGinn pareceu ser atingido por um objeto, mas acabou não reclamando.
A pressão continuou enorme, mas, um minuto antes do fim, Tommy Smith descontou.
Julio Arca. Imagem de BBC Football.

O Cardiff foi visitar o Middlesbrough, no Riverside Stadium e poderia ficar ainda mais próximo do QPR, mas não foi bem o que aconteceu.
De certa forma, foi um jogo de times que estavam jejuando, o Cardiff não vencia há 7 jogos. E o Boro, 5.
O jogo começou muito equilibrado, com grandes chances para os dois times. Mas logo depois, o time da casa começou a dominar, destaque para Emnes que fez com que o goleiro Marshall fizesse ao menos 3 grandes defesas. Não obstante, foi ele que sofreu o pênalti cobrado por Júlio Arca, aos 40 minutos de jogo.
O segundo tempo, foi bem mais fraco tecnicamente, com pouquíssimas chances. Destaque para Bellamy e Chopra, que acabaram parando em Jason Steele.
Com a derrota, os bluebirds se mantiveram na segunda posição, com 37 pontos. 4 a menos que o QPR. Já o Boro, em vigésimo primeiro, coincidentemente com 21 pontos.
Paul Gallagher. Imagem de BBC Football.

O Leiceester recebeu o Doncaster e acabou protagonizando uma virada sensacional.
Com apenas 6 minutos de jogo, Sharp abriu o placar depois de um grande cruzamento de Coppinger. Poucos minutos depois, Chris Healy quase ampliou, mas esbarrou em Weale.
Os Foxes só conseguiram empatar aos 47 minutos de jogo, com Paul Gallagher, em cobrança de pênalti.
No segundo tempo, o time de Sven Göran-Eriksson pressionou de forma arrasadora e Wellens decretou a virada com apenas 15 minutos.
O que ninguém esperava é que uma virada se tornaria uma goleada tão grande. Depois de Wellens, Naughton (24) e Darius Vassell (30) marcaram seus gols. Nos acréscimos, Waghorn fez 5x1.
Depois deste jogo sensacional, o Leicester somou sete jogos sem perder em casa e agora, na décima terceira colocação, com 28 pontos. E o Doncaster em 16o. com 27.
Outra virada incrível, foi a do Leeds sobre o Burnley. No primeiro tempo, perdia por 2x0 e, depois de gols de Gradel, Becchio e Howson, venceu de forma espetacular para se colocar na quarta colocação, com 35 pontos.
Confiram os outros jogos desta vigésima primeira rodada da Championship:
Barnsley 1x0 Sheffield United
Bristol City 2x0 Derby County
Crystal Palace 0x0 Hull City
Norwich 0x2 Portsmouth
Preston 1x0 Ipswich
Reading 0x0 Coventry
Swansea 1x1 Millwall
Scunthorpe x Nottingham Forest (partida adiada)

Crawley e Leyton Orient se classificam de forma sensacional para a 3a. fase da FA Cup

por Gilmar Siqueira dia quarta-feira, 8 de dezembro de 2010 às 15:33

Nesta terça-feira (07) houveram dois grandes "replays" ainda pela segunda rodada da FA Cup. O Swindon Town, recebeu o Crawley e o Leyton Orient, o Droylsden. Os dois jogos terminaram depois de prorrogação.
Swindon x Crawley

Comemoração dos Red Devils. Imagens de BBC Football.
No primeiro jogo, as equipes empataram em 1x1, sendo que o Swindon saiu na frente e Matt Tubbs, craque da BSPL (que equivale a 5a. divisão inglesa) empatou.

Já para este segundo confronto, os "Red Devils", como são conhecidos os jogadores do Crawley, começaram bem melhor e Ben Smith, logo aos 16 minutos, abriu o placar, depois de uma falha defensiva de McAllister.

Apenas dois minutos depois Jon-Paul McGovern empatou e, pouco antes do fim da primeira etapa, Charlie Austin decretou a virada do Swindon. Ainda no primeiro tempo, o time da casa teve o capitão Jonathan Douglas expulso, isso ajudou o Crawley.

No segundo tempo, a superioridade dos Red Devils foi ainda maior e, aos 24 o gol de empate aconteceu. Depois de três finalizações o zagueiro Glenn Wilson tentou recuar a bola para o goleiro Phill Smith, mas este havia passado e a bola entrou.

Depois disso, o Swindon só se segurou e, apesar da desvantagem não tomou o terceiro gol nos noventa minutos.

Só no segundo tempo da prorrogação mais um gol aconteceu e foi do herói do Crawley, Ben Smith em uma bela classificação deixando os poucos torcedores da equipe que visitaram o estádio do Swindon malucos e em êxtase.

Em janeiro, o time treinado por Steve Evans vai enfrentar o Derby County no Broadfil Stadium.


Leyton Orient x Droylsden

Jonathan Tehoue. Imagem de BBC Football.
No outro jogo do dia, o Leyton Orient recebeu o Droyslden e, acabou sofrendo mais do que o esperado no tempo normal.

Logo aos 6 minutos, o time visitante saiu na frente com chute de Kilheneey e seguiu dominando o jogo durante toda a primeira etapa. O placar ainda foi ampliado no segundo tempo com Brown, ainda antes dos 10 minutos.

O Leyton só acordou nos 15 minutos finais, depois de um gol de pênalti marcado por Chorley. Nisso, cada um dos times já tinha um a menos em campo, o jogo era sensacional.

E com a classificação quase garantida, o Droylsden sofreu o empate, faltando apenas um minuto para o fim do jogo. O gol foi de Tehoue.

Não teve jeito, o jogo foi para a prorrogação. O mais impressionante é que, com apenas 9 minutos de tempo extra, o Leyton Orient já havia feito 5 gols. Com M'Poku, McGleish (2 vezes) e Tehoue (2 vezes). Para completar, os dois times tiveram mais dois jogadores expulsos.

No segundo tempo, apenas McGleish completou seu  hat-trick e decretou o placar galático de 8x2 para o Leyton Orient, que em janeiro, enfrentará o Norwich City.

Mesmo sem entrar em campo, os Rangers mantém a liderança

por Gilmar Siqueira dia domingo, 5 de dezembro de 2010 às 21:47

Esta vigésima rodada da Npower Championship teve 5 jogos adiados em razão das más condições do tempo. Nottingham Forest x Bristol City, Sheffield United x Reading, Portsmouth x Burnley, Doncaster Barnsley e, principalmente Hull City x QPR.
Andy Keogh. Imagem de BBC Football
O Cardiff City recebeu o Preston North End, lanterna da competição, e poderia diminuir a diferença para apenas dois pontos em relação ao QPR.
Os bluebirds entraram com uma postura mais conservadora em campo, com apenas 2 atacantes, diferentemente do que vinha fazendo e foi surpreendido pelo time de Darren Ferguson.
Com apenas 10 minutos Dave Jones perdeu o artilheiro Jay Bothroyd, aparentemente por lesão muscular. Em seu lugar, veio Andy Keogh.
Mesmo assim, o Preston era melhor e, aos 26 minutos, Tonge fez 1x0 para o North End. 
O segundo tempo se desenvolveu com uma grande pressão do Cardiff, não deixando Lonergan descansar. O gol de empate veio aos 49 do segundo tempo depois de um cruzamento de Gyepes, Andy Keogh subiu e salvou o time galês.


Luciano Becchio. Imagem de BBC Football
O Leeds United recebeu o Crystal Palace, que vinha de três vitórias consecutivas e queria confirmar a recuperação. Mas foi o Leeds quem começou melhor, sobretudo, com o gol de Howson, este porém foi anulado. O domínio constante do time da casa seguiu durante toda a primeira etapa. Mas, um minuto antes do fim, depois de um cruzamento de Clyne, a bola passou por Vaughan e Dann fez 1x0 para o Palace.
No segundo tempo, depois de abrir esta vantagem, o Palace caiu muito e deu grandes espaços ao Leeds. O empate só veio nove minutos antes do fim, com Luciano Becchio, pouco depois, milagrosamente o argentino decretou a virada sensacional.
Agora o Leeds é o sexto colocado, com 32 pontos.  Já o Crystal Palace, o vigésimo segundo, com 20.
Danny Graham. Imagem de BBC Football.

Em outro grande jogo que marcou esta rodada, o Watford recebeu o Leicester City e saiu em vantagem logo aos 15 minutos com um belo gol de Eustace. Depois disso, seguiu dominando, foi uma partida muito fraca dos Foxes até aí, coisa estranha de ser ver. O segundo gol do Watford veio logo aos 22 minutos, com Buckley.
Logo no início do segundo tempo, Kyle Naughton acabou cometendo pênalti em Darius Vassell. Para a cobrança foi Gallagher, que não desperdiçou.
Pouco depois, o mesmo Gallagher sofreu uma falta cometida por Lloyd, ele acabou cobrando e deixou a bola no canto da barreira, sem chances para Loach, até aí, 2x2. Empate sensacional do Leicester. Mas, cinco minutos antes do fim, Muth fez uma grande jogada e deu passe para Danny Graham, que não desperdiçou, 3x2 para o Watford, que com a vitória, se coloca em décimo lugar, com 27 pontos. Os Foxes estão apenas na décima sexta posição, com 25.
Chris Martin. Imagem de BBC Football

Em outro grande jogo, o Derby County perdeu surpreendentemente em casa para o Norwich, por 2x1. Sendo que os os gols da partida, saíram com menos de 20 minutos de jogo. Primeiro Barker fez um gol contra em favor do Norwich (aos 11'), depois Chris Martin ampliou (aos 13'). Com apenas 17 minutos, Kris Commons descontou. Com isso, o Derby é o sétimo com 30 pontos. O Norwich quarto, com 33.

Confiram os outros resultados dos jogos desta rodada:
Coventry 1x0 Middlesbrough
Ipswich Town 1x3 Swansea
Millwall 3x0 Scunthorpe United



O pior time da Grã-Bretanha

por Gilmar Siqueira dia terça-feira, 30 de novembro de 2010 às 14:42

Imagem de "The Guardian".

O Mandron FC atualmente é considerado o pior time da Grã-Bretanha, fazendo um início de temporada no mínimo, humilhante.

QPR supera o Cardiff e fica na liderança com 5 pontos de vantagem

por Gilmar Siqueira dia segunda-feira, 29 de novembro de 2010 às 20:14

Esta décima nona rodada da Championship começou na sexta-feira, com o grande jogo entre Swansea City x Portsmouth.
O time galês acabou saindo na frente, mas graças a Nugent e Halford, o Pompey conseguiu a virada e, como se acreditava antes do início de temporada, deve brigar para voltar à Premier League.
Taarabt, um dos melhores da temporada. Imagem de BBC Football
Talvez este foi o principal jogo da temporada até agora, onde se enfrentaram os dois grandes favoritos ao título. E os bluebirds começaram bem melhor a partida, sobretudo com Whittingham e Burke, os dois principais meias. Lembrando que hoje, Dave Jones abriu mão dos três atacantes e escalou um 4-4-2, deixando apenas Bellamy e Bothroyd no ataque. Aos 13 minutos o time da casa não conseguia mais segurar a pressão, e após um chute de Bothroyd, o zagueiro Gorkss desviou a bola que acabou sobrando para o capitão Craig Bellamy fazer 1x0 para o Cardiff. A vantagem durou apenas cinco minutos, pois o mesmo Kaspar Gorkss acabou se redimindo e fazendo o gol de empate. O zagueirão fez de cabeça após um cruzamento de Smith. A partir do gol, o Cardiff teve apenas uma finalização, com Jay Bothroyd, defendida pelo goleiro Paddy Kenny. O segundo tempo seguiu a mesma temática, vale destacar os sucessivos chutes tanto de Jamie Mackie quanto de Alejandro Faurlin. Mas o goleiro Heaton não estava disposto a tomar a virada. Mas com apenas 23 do segundo tempo, ele não contava com o drible fantástico de Taarabt em Lee Naylor. Depois disso, ele teve apenas o trabalho de deixar a bola no canto de Heaton, que não teve reação. Com isso, o QPR agora é líder com 41 pontos, cinco a mais que o Cardiff. Lebrando que os Rangers ainda estão invictos.
Roy Keane. Imagem de BBC Football

No domingo (29), o Norwich City acabou recebendo o decepcionante Ipswich Town. Dois personagens foram os destaques deste jogo, o capitão do Norwich, Grant Holt, autor de um hat-trick, e o técnico do Ipswich, Roy Keane. O domínio do time casa nos primeiros minutos foi até normal. Com  13 minutos de jogo, Holt acabou abrindo o placar. Ainda antes da primeira etapa, o zagueiro Delaney empatou para o Ipswich, mas pouco depois, acabou cometendo uma falta gravíssima em Martin e tomou um vermelho direto. Na segunda etapa, Holt completou seu hat-trick e Hoolahan ainda fez 4x1. Agora, a preocupação fica acerca da permanência de Roy Keane, que começou bem a temporada, mas está em uma fase terrível.

Em outra partida, o Bristol City vem buscando uma recuperação e venceu o Sheffield United em casa, por 3x0. Com dois gols de Pitman e um de McAllister. Agora, os Robins estão na décima oitava colocação.
King, "o herói". Imagem de BBC Football

No último jogo desta rodada, o Leicester recebeu o Nottingham Forest e confirmou o bom trabalho do sueco Sven-Göran Eriksson, vencendo por 1x0. Com gol marcado por King.
O jovem meia Aaron Ramsey, empretado pelo Arsenal acabou tendo seu tão esperado retorno no segundo tempo. Mas nada pôde fazer.
Agora os Foxes já estão na décima quarta colocação, com 25 pontos.
Confiram os demais resultados desta décima nona rodada:
Swansea 1x2 Portsmouth
Scunthorpe 0x2 Coventry
Reading 0x0 Leeds United
Preston 0x0 Millwall
Mddlesbrough 2x2 Hull City
Crystal Palace 1x0 Doncaster
Burnley 1x2 Derby County
Barnsley 0x0 Watford

O sorteio da FA Cup coloca frente à frente Manchester United e Liverpool

por Gilmar Siqueira dia domingo, 28 de novembro de 2010 às 19:44

Imagem de BBC Football.
O sorteio da terceira fase da FA Cup foi realizado hoje e já colocou frente à frente Manchester United e Liverpool. Os jogos serão realizados a partir de janeiro e é a fase onde entram os clubes da Premier League.

Outro confronto interessante será Arsenal x Leeds United, que faz temporada mediana na Championship. O confronto inicial será no Emirates. Como sabem, só haverá outro confronto, o denominado "replay", caso haja um empate.

Sven-Göran Eriksson enfrentará seu ex-clube, o Manchester City, agora no comando do Leicester.

Um duelo que deve surpreender muitos sem dúvida é Blackburn x Queens Park Rangers. Este jogo deve demonstrar a força do clube líder da segundona que segue invicto até agora (19 jogos). Os Rovers precisam abrir os olhos.

Outro time da Championship que pode surpreender um grande é o Cardiff. Mas será ainda mais complicado, porque o jogo é no Britannia Stadium.

Um duelo de dois clubes em crise nas respectivas divisões será Chelsea x Ipswich Town. Ambos começaram muito bem e agora deixam a desejar.

Segue a lista com os confrontos:

Burnley x Port Vale
Coventry x Crystal Palace
Bristol City x Sheffield Wednesday
Fulham x Peterborough United
Doncaster x Wolverhampton
Brighton ou FC United of Manchester x Portsmouth
Huddersfield x Dover
Crawley ou Swindon x Derby County
West Ham x Barnsley
Reading x W.B.A
Arsenal x Leeds
Sheffield United x Aston Villa
Leicester x Manchester City
Bolton x York City
Blackburn x QPR
Swansea x Colchester
Wycombe x Hereford ou Lincoln City
Stevenage x Newcastle
Burton x Middlesbrough
Millwall x Birmingham
Southampton x Blackpool
Watfod x Hartlepool ou Yeovil Town
Chelsea x Ipswich
Sunderland x Notts County ou Bournemouth
Scunthorpe x Everton
Manchester United x Liverpool
Hull x Wigan
Stoke x Cardiff
Tottenham x Charlton ou Luton Town
Preston x Notts Forest
Norwich x Droylsden ou Leyton Orient
Torquay x Carslile

Ainda Invicto, o QPR volta à primeira posição

por Gilmar Siqueira dia sábado, 20 de novembro de 2010 às 21:31

Adel Taarabt. Imagem de BBC Football.
Toda está décima oitava rodada da Championship foi realidaza neste sábado (20) e marcou uma queda de longos tabús.

O QPR recebeu o lanterna Preston North End. E, depois de seis empates, o time de Neil Warnock precisava vencer. Com apenas 4 minutos de jogo, Kyle Walker fez um cruzamento e Hulse subiu tranquilamente para abrir o placar.
O Preston quase não teve chances de empatar a partida, era um time "nulo" em campo. Mesmo com o respaldo da diretoria, Darren Ferguson está muito ameaçado no cargo.
Os Rangers ampliaram o placar já com 10 minutos do segundo tempo, com um belo gol de Taarabt, depois de uma grande finalização de fora da área.
O jogo seguiu com  a mesma temática, muito tranquilo. O QPR ainda ampliou o placar 39, mais uma vez com o craque e capitão Adel Taarabt. Dois minutos antes do fim, quando já era tarde demais, o Preston descontou, com um gol contra de Connolly.

McGugan. Imagem de BBC Football
O até então líder, Cardiff City, recebeu o Nottingham Forest. Este não vencia os bluebirds na capital galesa desde 1976. O favoritismo do time da casa pareceu ainda mais óbvio depois de um certo domínio e de um grande chute de Craig Bellamy no travessão. Mas ficou apenas nisso, depois dos 10 minutos de jogo, o Forest passou a dominar.

Mas o placar só foi aberto aos 23 minutos, quando o principal nome do time na temporada, Lewis McGugan recebeu a bola na entrada da área e fez 1x0. Depois disso, o time de Dave Jones acabou "desaparecendo" em campo, só dava Forest, impressionante.

O segundo tempo seguiu na mesma temática, mesmo com uma postura mais conservadora do Cardiff, para tentar conter a posse de bola, não adiantou.

Cinco minutos antes do fim, de novo ele, McGugan fez uma grande jogada e passou a bola para Blackstock, que marcou o segundo. Mas logo depois, acabou se lesionando seriamente. Preocupação para o Forest. Com este resultado, os bluebirds se mantém com 36 pontos, agora na vice-liderança e o QPR, soma 38, na primeira posição.
Kris Commons. Imagem de BBC Football
O time do Derby County, que vem em uma recuperação incrível, recebeu o Scunthorpe, de Ian Baraclough e quase se complicou. Com apenas 3 minutos de jogo, Tomasz Cywka fez 1x0 para o time de Nigel Clough, confirmando a boa fase. Pouco depois, Roberts acabou sendo expulso colocando o time da casa em desvantagem.

Aí se deu uma enorme pressão do Scunthorpe. Aos 27 minutos, Jonathan Forte acabou empatando a partida, em uma grande jogada. Pouco antes do fim da primeira etapa, Bueno foi derrubado por Michael O'Connor na área. Para a cobrança da penalidade foi Kris Commons, que não desperdiçou, fazendo seu décimo gol na temporada.

A segunda etapa teve uma certa vantagem do time de Nigel Clough, mesmo com um homem a menos. Aos 15 minutos, a vantagem acabou sendo ampliada, com um gol de Luke Moore depois de um passe sensacional de Cywka.

Cerca de 15 minutos antes do fim, Freddie Sears acabou sofrendo pênalti. Para a cobrança foi O'Connor, que não desperdiçou. Com a vitória por 3x2, o Derby fica na quarta colocação, com 30 pontos.

Confira os outros resultados da rodada:

Barnsley 1x0 Portsmouth
Bristol City 2x0 Leicester
Coventry 1x0 Burnley
Doncaster 1x1 Swansea
Hull 1x0 Ipswich
Middlesbrough 0x1 Millwall
Norwich 1x1 Leeds
Sheffield United 3x2 Crystal Palace
Watford 1x1 Reading

Jay Bothroyd: a surpresa da Inglaterra

por Gilmar Siqueira dia segunda-feira, 15 de novembro de 2010 às 16:46

O jogador de 28 anos, que defende o Cardiff City, afirmou que este é -"o melhor momento de sua carreira"-depois de ter sido lembrado na lista do treinador do English Team, Fabio Capello.

Outra alteração: o Cardiff é líder de novo

por Gilmar Siqueira dia domingo, 14 de novembro de 2010 às 15:00

Esta décima sétima rodada foi iniciada na sexta-feira (12), quando o Hull City venceu o Preston North End, fora de casa, por 2x0.
Bothroyd e Chopra. Imagem de BBC Football
A diferença entre Cardiff e QPR era mínima, as duas equipes entraram em campo ao mesmo tempo.
Os Bluebirds visitaram o Scunthorpe United e começaram de forma arrasadora. Com apenas dois minutos, Jay Bothroyd abriu o placar, após uma finalização de Michael Chopra. Apenas sete minutos depois, o próprio Chopra fez o segundo gol, depois de uma bela jogada do capitão Craig Bellamy. O time de Dave Jones (eleito melhor treinador do mês passado) massacrou o Scunthorpe na frente de sua torcida. Aos 34 minutos, ainda do primeiro tempo, ele, Jay Bothroyd fez uma bela finalização e marcou o terceiro do Cardiff. O time do Scunthorpe ainda descontou aos 45, com McDonald, mas à essa altura, era meio complicado. Logo no início do segundo tempo, o escocês já tentou seu hat-trick, mas desta vez, a defesa rechaçou. Com  28, da segunda etapa o time da casa tentou esboçar uma reação maior, com o gol de N'Guessan. Mas apenas 6 minutos depois, Olofinjana contou com o desvio de Jason Koumas para fazer o quarto gol do Cardiff.
Poucas horas depois, Jay Bothroyd foi merecidamente convocado por Fabio Capello para a seleção inglesa.
McGugan. Imagem de BBC Football
Ao mesmo tempo, porém, em um jogo bem menos movimentado. O Nottingham Forest recebeu o QPR. O jogo foi muito morno e com poucas chances, talvez um dos piores da rodada. Mais uma vez o destaque dos Rangers foi o capitão, porém veterano, Adel Taarabt. Tommy Smith e Jamie Mackie até tentaram, mas pouco puderam produzir. O principal nome do Forest na temporada, McGugan fez uma partida regular, mas não pôde "salvar" seu time, como vem fazendo nesta temporada. O placar não saiu do zero.
Com isso, o QPR caiu para a segunda colocação, com 35 pontos, um a menos que o Cardiff.
Comemoração dos Foxes. Imagem de BBC Football
O time do Derby County vinha em uma excelente recuperação e visitou o Leicester, que ainda não convenceu na temporada, mesmo após a chegada de Sven-Göran Eriksson. O time da casa começou surpreendentemente melhor e logo no início, Darius Vassell (aquele mesmo, ex-Manchester City), teve um gol bem anulado. Mas os Foxes não desistiram e, aos 13 minutos, King apareceu na cara do jovem Fielding (goleiro emprestado pelo Blackburn) e marcou o primeiro gol da partida. O Derby tentou reverter a situação, sobretudo com Commons, mas nada pôde fazer. O primeiro tempo fechou em 1x0 para o Leicester. No começo da segunda etapa o time de Nigel Clough ainda tentava pressionar, mas o goleiro Weale teve uma excelente atuação. O segundo do Leicester veio com 26 minutos, após pênalti sofrido pelo zagueiro Kyle Naughton. Para a cobrança foi Howard, que não desperdiçou. A partir daí, foi uma pressão do Derby, mas que acabou resultando em nada.
Mesmo com a derrota, o Derby mantém a quarta colocação, com 27 pontos. E o Leicester é o décimo quinto, com 22.
Com a derrota do Preston na sexta e a vitória do Crystal Palace, no sábado. O PNE é o novo lanterna da competição, com apenas 14 pontos, três a menos que Palace, Bristol e Boro.
Vejam mais resultados desta 17ª rodada da Championship:
Reading 3x3 Norwich
Portsmouth 2x3 Doncaster
Millwall 0x1 Sheffield United
Leeds 3x1 Bristol City
Ipswich 1x3 Barnsley
Crystal Palace 2x0 Coventry
Burnley 3x2 Watford
Swansea 1x0 Middlesbrough

Cardiff e QPR tropeçam. Mas os Rangers seguem na liderança

por Gilmar Siqueira dia quinta-feira, 11 de novembro de 2010 às 15:28

Esta 16a. rodada da Championship também foi realizada neste meio de semana. Com um possível tropeço do QPR na terça (09), o Cardiff poderia assumir a liderança na quarta (10), mas acabou tropeçando também.
Liam Lawrence. Imagem de BBC Football
Os Rangers acabaram saindo para visitar o embalado Portsmouth, que vem em grande ascensão na temporada, com destaque para Liam Lawrence. Toda a primeira etapa foi bem fraca, com poucas chances e marcação muito forte no meio-campo. Mas, sem dúvida alguma, o Portsmouth foi melhor.
Lances capitais e definitivos mesmo só aconteceram depois dos 25 do segundo tempo. Quando o zagueiro do QPR, Connolly, acabou cometendo pênalti em Kitson e foi expulso com um cartão vermelho direto. Para a cobrança foi Liam Lawrence, que acabou perdendo a primeira oportunidade para Kenny. Mas este acabou se adiantando e a cobrança teve de ser feita novamente. Ai, o destaque do Pompey não desperdiçou.
Já nos acréscimos, o mesmo Lawrence passou de herói a vilão. Ele colocou a mão na bola dentro da área e, segundo o árbitro, foi pênalti. O jogador que já tinha cartão amarelo acabou sendo expulso e Tommy Smith, ex-jogador do mesmo Portsmouth acabou indo para a cobrança e empatando a partida. Com isso, o QPR ainda mantinha a liderança, mas o Cardiff ainda não havia jogado.
Kris Commons. Imagem de BBC Football
O Derby County, que já está na zona dos play-offs, foi visitar o Ipswich Town. As duas equipes vivem momentos distintos na competição, enquanto o Derby de Nigel Clough escapou da zona do rebaixamento e está no "top 6", o Ipswich de Roy Keane vive uma fase de "queda", em relação ao bom início de temporada.
Para provar isso, o meia Tomasz Cywka já fez uma bela finalização com menos de 10 minutos, mas o goleiro Fülop mostrou a que veio também. Pouco depois o Ipswich acabou respondendo e assim seguiu o primeiro tempo.
A segunda etapa se desenhou meio diferente quando Kris Commons fez uma bela finalização "do meio da rua" e a bola acabou desviando e entrando, desta vez, sem chances para Fülop. Isso tudo com apenas 3 do segundo tempo.
Ao que parece, o time treinado por Roy Keane sentiu o gol e começou a errar passes de uma forma extraordinária. E errar passes em um time que conta com Robbie Savage, Green e Kuqi não é nada recomendado, mesmo jogando em casa.
Cerca de 15 minutos antes do fim, Bailey acabou conseguindo entrar na área e finalizou bem, mas o goleiro defendeu. No rebote, Kris Commons acabou fazendo o segundo do Derby.
O Derby County acabou batendo o Ipswich em Portmand Road pela primeira vez em 8 anos. E com isso, já é o quarto colocado, com 27 pontos.
Jay Bothroyd. Imagem de BBC Football
Com a vantagem de entrar em campo sabendo o resultado do principal rival na briga pelo título e reforçado por Jay Bothroyd, o Cardiff enfrentou o Reading fora de casa.
O jogo todo foi muito aberto, com grandes chances e defesas espetaculares de ambos os goleiros. Mas no contexto total, o Reading foi melhor no primeiro tempo. Apesar de que, Olofinjana acabou tendo um gol anulado, graças a um impedimento.
E, como aconteceu em vários jogos desta rodada, o placar só foi aberto no segundo tempo. Neste caso, foi Noel Hunt, que deu uma grande arrancada e chutou forte sem chances para Tom Heaton.
Foi tomando o gol que o Cardiff finalmente passou a ser mais contundente na partida. O empate só veio mesmo com Jay Bothroyd, treze minutos antes do fim. Após uma grande jogada de Chris Burke (destaque dos bluebirds no jogo), o artilheiro apenas cumpriu seu papel. Pouco antes do fim o mesmo Burke quase virou, mas o goleiro Federici conseguiu salvar.
Ao fim desta rodada, o QPR ainda é o líder, com 34 pontos e o Cardiff o segundo, com apenas um ponto a menos.
O Lanterna da competição é o Crystal Palace, com 14 pontos. Está seguido de perto pelo Preston, também com 14.
Vejam mais alguns resultados desta rodada:
Scunthorpe 0x2 Middlesbrough
Preston 1x2 Barnsley
Nottingham Forest 2x1 Coventry
Millwall 1x1 Norwich
Leeds 2x2 Hull City
Crystal Palace 3x2 Watford
Burnley 1x1 Doncaster
Swansea 0x1 Bristol City
Leicester 2x2 Sheffield United

Swansea vence Cardiff no derby e QPR retoma a liderança

por Gilmar Siqueira dia segunda-feira, 8 de novembro de 2010 às 16:17

A rodada começou tendo o Cardiff como líder após quatro empates consecutivos dos Rangers. Mas, o que mais dificultava a vida dos Bluebirds, seria o clássico contra o Swansea.
Capitão e craque, Adel Taarabt. Imagem de BBC Football

A rodada começou no sábado e, o ainda invicto QPR (repetindo, com o melhor início de campeonato da história da Championship) recebeu o Reading, que faz uma campanha mediana. O principal nome da boa partida dos Rangers foi mais uma vez o marroquino Adel Taarabt, que participou diretamente dos três gols. O veterano sempre buscava o jogo, dava grandes dribles e inflamava a torcida. O primeiro lance polêmico do jogo aconteceu na metade da primeira etapa, quando o zagueiro Bradley Orr, do QPR, acabou sendo expulso após dar uma entrada violentíssima no atacante Robson-Kanu. Quando parecia que os visitantes poderiam esboçar uma reação, Matt Mills acabou derrubando estupidamente Adel Taarabt na área. Pênalti. Com 27 minutos os Rangers abriam o placar. O time da casa acabou ampliando o placar na segunda etapa. Com cerca de 16 minutos, depois de um cruzamento surpreendetemente feito pelo atacante Jamie Mackie, Faurlin cabeceou, sem chances para o goleiro Federici. Pouco depois, em bela jogada Long ainda conseguiu descontar. Mas pouco adiantou, o domínio do time de Neil Warnock seguiu e com 26 minutos, Tommy Smith decretou a vitória em casa por 3x1. Com isso, o QPR provisoriamente voltava à liderança.
Tony Mowbray. Imagem de The Guardian
Na segunda partida do Middlesbrough sob o comando de Tony Mowbray, a equipe recebeu em Riverside Stadium o lanterna Crystal Palace. Apesar de todo o apoio da torcida (coisa que não se via com o antigo treinador, Gordon Strachan), o Boro começou muito mal. Logo no começo, James Vaughan teve uma chance na cara do goleiro Steele, mas acabou desperdiçando. A boa atuação do Palace foi compensada com meia hora de jogo, quando Pablo Couñago em uma jogada muito parecida com a de seu companheiro, não desperdiçou. Para o segundo tempo, Mowbray fez o que pôde, colocando em campo Nick Bailey e Leroy Lita. Este, assim que entrou, quase marcou. Com cerca de 26 da segunda etapa, o treiandor colocou Kink em campo e, 6 minutos depois o atacante empatou a partida. Aos 40 minutos, após um cruzamento McMahon, o zagueiro McCarthy acabou cortando para dentro da própria meta, para delírio total da torcida. O time de Riverside Stadium ainda não saiu da zona de rebaixamento, mas esta vitória mexeu com todos que apoiam o clube.
Comemoração alucinada dos vencendores. Imagem de BBC Football
Naquele que, sem dúvida foi o principal jogo da rodada, o até então líder Cardiff City, recebeu seu principal rival, o Swansea City. Os bluebirds não contavam com o artilheiro Jay Bothroyd e os Swans jogaram sem Davi Pratley, destaque do time na temporada. Não há como dizer qual dos dois time teve uma melhor atuação, ambos foram grandes. O destaque talvez seja dado para os goleiros, sobretudo o goleiro do Swansea, Vries, que no primeiro tempo praticamente anulou o capitão Craig Bellamy, dono das principais chances até então. Não que Heaton não trabalhou, muito pelo contrário, teve muita dificuldade em se resguardar. O empate foi o resultado mais justo para um primeiro tempo tão equilibrado. O que parecia muito difícil acabou acontecendo na segunda etapa, o jogo melhorou, mas ainda faltava algo, talvez Bothroyd para empurrar a bola pelo Cardiff, ou talvez Pratley para deixar um companheiro na cara do gol. Mesmo assim, no meio da segunda etapa o lance crucial dos bluebirds aconteceu, após um chute de Michel Chopra a bola bateu no estômago de Alan Tate, que demonstrou muita coragem. No início o time da casa pediu um toque de mão, mas o árbitro Mike Jones manteve sua acertada decisão. O ápice de todo o jogo veio 16 minutos antes do fim, quando, Emnes arriscou de fora de área, a bola ainda desviou em Hudson mas isso não tirou os méritos e nem a beleza do gol. Depois disso, o Cardiff não teve mais o que fazer e os mais de 26000 torcedores se calaram.
Com o fim da rodada, o QPR voltou a liderança com 33 pontos, um a mais que o Cardiff.
Confiram os outros resultados desta décima quinta rodada:
Watford 1x1 Nottingham Forest
Sheffield United 1x2 Ipswich Town
Norwich 2x2 Burnley
Hull City 0x1 Scunthorpe United
Doncaster 2x1 Millwall
Derby County 2x0 Portsmouth
Coventry 2x3 Leeds United
Bristol City 1x1 Preston
Barsnley 2x0 Leicester

Conheça um pouco mais sobre o Cardiff City

por Gilmar Siqueira dia quarta-feira, 3 de novembro de 2010 às 16:43

Hudson (esquerda) e Dave Jones (direita)
O time do Cardiff City, atual líder da Championship, não está nesta posição a toa. Fez por merecer, sobretudo, com grandes atuações de seu bom elenco e consegiu ultrapassar o invicto QPR, time que fez o melhor início da temporada da história.

O Cardiff é o novo líder da Championship

por Gilmar Siqueira dia domingo, 31 de outubro de 2010 às 21:47

Neil Warnock. Imagem de BBC Football
No início desta décima quarta rodada, o QPR ainda era o líder. Mas precisava apenas vencer o Burnley em casa para consolidar a posição, caso contrário, o Cardiff poderia chegar. O jogo em si foi muito "quente" e pegado durante os noventa minutos. Adel Taarabt, capitão e talvez principal nome dos Rangers na temporada, abriu o placar aos 32 minutos em um chute espetacular de fora da área. Este gol serviu para acalmar a torcida em Loftus Road. Cerca de 15 minutos depois, Connolly fez um pênalti desnecessário em Marney, para o desespero de Bernie Ecclestone, co-proprietário do QPR. Mas o capitão do Burnley, Alexander não tinha nada a ver com isso, e fez o gol. O segundo tempo seguiu da mesma forma. O principal problema dos Rangers foi a zaga central, tiveram sorte mais uma vez em contar com Paddy Kenny. Até agora, melhor goleiro do campeonato.
Jay Bothroyd. Imagem de BBC Football
Em um desempenho impressionante do time do Cardiff, sobretudo no primeiro tempo, fez com que o time de Dave Jones assumisse a liderança da fantástica competição. O time do Norwich teve a primeira chance, mas foi Jay Bothroyd que, com apenas 9 minutos abriu o placar, depois de um rebote dado pelo goleiro Ruddy.  Os bluebirds permaneceram arrasadores. Três minutos depois do primeiro gol, o escocês apareceu de novo, mas desta vez, foi para dar uma grande assistência para o gol de Chopra. Naquele que foi seu principal lance depois de ter tomado dois gols, o Norwich acabou marcando um, com Grant Holt, mas que foi anulado, por uma falta cometida pelo jogador. Dai em diante o time visitante melhorou muito e passou a pressionar um pouco. Tanto fez que, aos 34 minutos, Hoolahan contou com um cruzamento de Lappin e fez o gol. Pouco depois, Peter Whittingham sofreu pênalti. Ele mesmo cobrou e fez 4x1, ainda no primeiro tempo. A segunda etapa continuou bem agitada, destaque para os goleiros, mas os gols não saíram. Com esta vitória, e o empate os Rangers, o Cardiff City é o novo líder da Championship, com 32 pontos. Dois a mais que o time londrino.
Lawrence, "marca" da recuperação. Imagem de BBC Football
O Portsmouth em ascensão na temporada, recebeu o Nottingham Forest e, com gols de Sonko e dele, Liam Lawrence acabou vencendo. Anderson, descontou para o Forest. E, um jogo com muita reviravolta e uma quantidade enorme de gols, o Reading venceu o Doncaster por 4x3. Gols marcados por Mills, Karacan, Harte e Church.
Confiram os outros jogos desta rodada:
Barnsley 1x1 Hull City
Crystal Palace 0x3 Swansea City
Derby County 4x1 Watford
Ipswich 2x0 Millwall
Leicester 1x0 Preston
Middlesbrough 1x2 Bristol City
Scunthorpe 1x4 Leeds United
Sheffield United 0x1 Coventry

 
 
 

Blog Archive

Arquivo do blog